Orpheu 1915 - 1965

 

José de Almada Negreiros

Orpheu 1915 - 1965

Ática. Lisboa, 1965. 1ª Edição. Dim: 17,5cm x 13cm (composto por duas tiras  cartonadas de 17,5cm x 98cm, dobradas em harmónio e habilmente encaixadas uma na outra). Com 30 páginas em cartolina superior creme. Br.

"Os inesquecíveis companheiros do «Orpheu» foram os meus precisamente por nos ser comum uma mesma não-identidade, um mesmo escorraçar comum que a vida nos fazia. Absolutamente mais nada de comum. Eramos reclusos da mesma cela de prisão. Entre nós havia o mesmo mal-estar da impertinência da presença dos metidos na mesma cela, na mesma não-identidade. Eramos em realidade muito estranhamente diferentes uns dos outros, e todos suspensos do mesmo fio de nos faltar território. E assim nasce o profundo da palavra companheiro. Era arte que nos juntava? Era. Arte era a solução. A nossa solução comum. Era o neutro entre nós. Arte é acompanhante, e neutro como acompanhante, Ao passo que o companheiro será acompanhante neutro também, e também o portador de onde plenitude, e por conseguinte portador também da atmosfera desta acessibilidade..."

Bom exemplar. Raro.     90€

Para encomendar: Use, por favor, o endereço de email: livrosenarrativas@gmail.com , ou, o contacto telefónico: 91 667 34 09. Obrigado!

Bessa-Luís, Agustina - A Muralha

 

Agustina Bessa-Luís

A Muralha (Romance)

Guimarães Editores. Lisboa, 1957. 1ª Edição. In-8º., de 429 (3) páginas Br.

"A muralha infunde em nós uma doce tristeza europeia, um orgulho de actividade, um desenho de pompas escravas, um sonho económico e uma impraticável fé de liberdade. A muralha cresce com os seus pequenos palácios da beira-mar, os seus bairros insubstituíveis de lata e de papel, as suas casas bancárias, os crimes de venalidade e de injúria, e os alegres pais de família com uma mulher em cada braço. Atrás das suas pedras há a nobreza mourisca, há o judeu caviloso e astuto, o fenício do grande comércio, o homem da Lusitânia criticador e inerte. Ela é a muralha, povoada de funcionários e mestres de obras, de colegiais, de artistas, ingleses colonialistas - e pelo capital. A sua alma é funda e profética, os seus costumes rigorosos mas não severos -  e há mais espírito na sua gente de ilha, na sua gente crua de sentimento e afeiçoada à desgraça, que nos altos patíbulos da raça onde se convertem os grandes a um passatempo de serões..."

Bom exemplar.      60€

Para encomendar: Use, por favor, o endereço de email: livrosenarrativas@gmail.com , ou, o contacto telefónico: 91 667 34 09. Obrigado!

Oliveira, A. Lopes de - Valença do Minho

 

A. Lopes de Oliveira

Valença do Minho

Editora Poveira. Póvoa de Varzim, 1978. 1ª edição. In-8º., de 280 (8) páginas. Ilustrado.  Br.

Monografia sobre Valença do Minho, as suas gentes, costumes, tradições, monumentos, artes e personalidades ilustres.

Bom exemplar.         20€


Para encomendar: Use, por favor, o endereço de email: livrosenarrativas@gmail.com , ou, o contacto telefónico: 91 667 34 09. Obrigado!

A Abadia de Tibães e o Seu Domínio (1630 - 1680)

 

Aurélio de Oliveira

A Abadia de Tibães e o Seu Domínio (1630 - 1680)  - Estudo Social e Económico

Publicações da Faculdade de Letras do Porto. Porto, 1974. In-4º., de (14) + 406 (2) páginas. Dim: 24cm x 16,8cm. Com uma fotografia da Abadia em folha extratexto em papel "Couché". Ilustrado com tabelas e com mapas desdobráveis. Br.

"A Abadia, sentada na margem esquerda do rio, e olhando de soslaio todo o amplo vale do Cávado, ali parece dormitar, qual monstro de pedra e cal,  prestes a apagar-se nas cinzas do esquecimento, ao mesmo passo que o tempo lhe vai arregoando as faces de rasgões escuros e musgosos. Mergulhada, no vergel do vale, e no remanso da mata que a rodeia ali vai, silenciosa, recordando tempos antigos de grandeza, parecendo lançar um último olhar de nostalgia sobre as terras circunvizinhas que durante tanto tempo dominou. O esquecimento dos homens parece condená-la desse passado e recusar ao mesmo tempo a oferta de tantas riquezas artísticas e arqueológicas que ainda encerra. Até quando?"  - da introdução -

Cuidada e invulgar monografia. Exemplar bem conservado.      40€

Para encomendar: Use, por favor, o endereço de email: livrosenarrativas@gmail.com , ou, o contacto telefónico: 91 667 34 09. Obrigado!

Cancioneiro Popular Duriense

 

António Cabral (texto, selecção e coordenação das poesias)

Cancioneiro Popular Duriense

Centro Cultural Regional de Vila Real , Scarl (em colaboração com a Direcção-Geral da Divulgação). Lisboa, 1983. In-8º., de 174 (18) páginas. Ilustrado. Br. 

Capa e arranjo gráfico de António Baltazar

Com uma exemplificação musical, no final da obra, de António Pedro.

"Apesar de estas cantigas, na sua maioria, serem recolhidas em Castedo do Douro, o livro leva o título de Cancioneiro Popular Duriense, em virtude de muitas delas serem conhecidas, mais ou menos, por todo o Alto Douro." - o autor

Exemplar estimado.      15€

Para encomendar: Use, por favor, o endereço de email: livrosenarrativas@gmail.com , ou, o contacto telefónico: 91 667 34 09. Obrigado!

A Oração da Coroa (1ª Edição - 1877)

Demóstenes

A Oração da Coroa

"Versão do Original Grego, precedida de um estudo sobre a civilisação da Grecia, apresentada à Academia Real das Sciencias de Lisboa por"

José Maria Latino Coelho

Typographia da Academia. Lisboa, 1877. 1ª Edição. In-4º., de CCLI (1) + 66 (2) páginas. Encadernação com a lombada e cantos em pele, s/c br.

"De todos os monumentos litterarios, que nos legou a musa fecundissima dos gregos, nenhum, depois dos grandes poemas epicos, tem sido mais celebrado que a famosa Oração da Coroa , o discurso ácerca da coroa, com que Demosthenes pôz esplendido remate ao engenho e à gloria de todos os oradores que o antecederam, e tornou quasi impossivel que alguem entre os vindouros se lhe avantajasse na genial facundia e na arte especiosa de dizer." - da introdução, por Latino Coelho -

Exemplar estimado, sendo a 1ª edição de invulgar aparecimento no mercado. É de destacar, para além da qualidade da tradução da obra do grande orador ateniense, o cuidado estudo, de cerca de duas dezenas e meia de páginas, aqui  apresentado por Latino Coelho, sobre a civilização grega.        60€ 

Para encomendar: Use, por favor, o endereço de email: livrosenarrativas@gmail.com , ou, o contacto telefónico: 91 667 34 09. Obrigado! 

Tartufo

 

Theatro de Molière

António Feliciano de Castilho

Primeira Tentativa - Tartufo - Comedia Vertida Livremente e Accommodada ao Portuguez seguida de um parecer Pelo Ill.mo. Ex.mo. Sr. José da Silva Mendes Leal

Typographia da Academia Real das Sciencias. Lisboa, 1870. In-8º., de XX (6) + 233 (1) páginas. Enc. Preserva as capas de brochura. Levemente aparado à cabeça.

Magnífica encadernação em inteira de pele, com trabalhos a dourado nas pastas, lombada e seixas do livro.

Exemplar muito valorizado pela dedicatória manuscrita "Á sua insigne e Caríssima poetisa a Exma. Srª  D. Maria Amália Vaz de Carvalho", dedicatória, naturalmente e devido à cegueira do escritor, escrita por outro punho que não o do próprio, contudo, assinada por António Feliciano de Castilho.

Belo exemplar. Peça de Colecção.          100€

Para encomendar: Use, por favor, o endereço de email: livrosenarrativas@gmail.com , ou, o contacto telefónico: 91 667 34 09. Obrigado!

A Lyrica de Anacreonte

 

A Lyrica de Anacreonte 

(vertida por) António Feliciano de Castilho

Typographia de Ad. Lainé et J. Havard. Paris, 1866. 1ª Edição. In-4º. peq., de 144 páginas. Enc. (s/c br.) 

Edição bilingue, em grego e português, e com um estudo introdutório, realizado pelo poeta, sobre o autor.

Bom exemplar. Muito invulgar.     70€


Para encomendar: Use, por favor, o endereço de email: livrosenarrativas@gmail.com , ou, o contacto telefónico: 91 667 34 09. Obrigado!

Mitolusismos de Lima de Freitas

 

Gilbert Durand

Mitolusismos de Lima de Freitas

Perspectivas & Realidades / Galeria Gilde. Lisboa, 1987. In-4º., de 143 (1) páginas. Dim: 28cm x 25cm. Edição bilingue (Português, Francês). Profusamente ilustrado a cores e a negro. Encadernação editorial em percalina, com sobrecapa. 

"Iremos percorrer três níveis na criação do pintor: - o primeiro - nível do inconsciente - que qualificaremos de «nível das imagens obsessoras»; o segundo situa-se na integração consciente da arte, através de técnicas diversificadas, como «ilustração» das obras de cultura; por fim, o último nível manifesta, de algum modo, a supraconsciência do artista, nível em que a remitologisação  consentida forja uma filosofia, ou melhor, uma espiritualidade."

Conceituado trabalho de Gilbert Durand sobre a obra de Lima de Freitas, numa edição de elevado apuro gráfico e de grande beleza.

Exemplar como novo.      75€

Para encomendar: Use, por favor, o endereço de email: livrosenarrativas@gmail.com , ou, o contacto telefónico: 91 667 34 09. Obrigado!

Pintura À Sombra Dos Mosteiros

 

Myron Malkiel - Jirmounsky

Pintura À Sombra dos Mosteiros - A Pintura Religiosa Portuguesa dos Sécs. XV e XVI

Edições Ática. Lisboa, 1957. In-4º., de 115 (73) páginas. Ilustrado, em folhas extratexto de papel Couché, com  trinta gravuras de quadros portugueses dos Sécs. XV e XVI. Br.

Capítulos: I- Época Manuelina em Portugal; II- Quadro geral; III- Os painéis denominados de S. Vicente; IV- A oficina de Sardoal; V- Os estilos e técnicas das oficinas na antiga pintura portuguesa; VI- O tríptico da Paixão na igreja de Nossa Senhora do Pópulo nas Caldas da Rainha; VII- As duas fontes da arte religiosa: Tarouca e Viseu; VIII- Conclusões. Quadros portugueses (Sécs. XV e XVI)

Bom exemplar.   25€

Para encomendar: Use, por favor, o endereço de email: livrosenarrativas@gmail.com , ou, o contacto telefónico: 91 667 34 09. Obrigado!

Estudos de História da Arte da Renascença

 

A. Nogueira Gonçalves

Estudos da História da Arte da Renascença

Epartur (Edições Portuguesas de Arte e Turismo). Coimbra, 1979. 1ª Edição. In-8º. gr., de 271 (1) páginas. Profusamente ilustrado ao longo do texto. Br.

Conjunto de doze estudos que nos revelam uma "certa panorâmica da Renascença em Coimbra, desde a segunda década de século XVI ao final do mesmo."

Bom exemplar.     25€

Para encomendar: Use, por favor, o endereço de email: livrosenarrativas@gmail.com , ou, o contacto telefónico: 91 667 34 09. Obrigado!

Estudos de História da Arte Medieval

 

A. Nogueira Gonçalves

Estudos de História da Arte Medieval

Epartur (Edições Portuguesas de Arte e Turismo). Coimbra, 1980. 1ª Edição. In-8º. gr., de 362 (2) páginas. Profusamente ilustrado ao longo do texto. Br. 

Trata-se de um conjunto de estudos sobre a arte medieval, sendo a maioria deles relativos à arquitectura de monumentos e igrejas de Coimbra.

Bom exemplar.    25€

Para encomendar: Use, por favor, o endereço de email: livrosenarrativas@gmail.com , ou, o contacto telefónico: 91 667 34 09. Obrigado!

(Manuscrito) Cartão Manuscrito de Júlio Dantas

 

Cartão manuscrito (16,8cm x 10,4cm), em ambas as faces, e assinado, timbrado "Ministério da Educação - Comissão Nacional do Centenário de Almeida Garrett", datado ("15, Novº, 1954") e enviado pelo escritor Júlio Dantas ao "Exmº. Prof. Doutor Ferrand Pimentel de Almeida".

O escritor agradece, de forma muito sentida, àquele distinto professor catedrático da Faculdade de Letras da Universidade de Coimbra o envio de um telegrama onde lhe é transmitida, assim o creio, pelo o que se infere da leitura do manuscrito, a atribuição do título "Doutor Honoris Causa" que lhe foi, naquele ano de 1954, atribuído pela Universidade de Coimbra.

"Meu eminente e querido Amigo:  Mil agradecimentos, de todo o coração, pelo seu telegrama tão generoso e tão afectuoso. Foi para mim uma grande alegria recebê-lo, porque já há muito tempo não tinha o prazer das suas notícias. Não sei como exprimir-lhe os meus sentimentos do reconhecimento para com a veneranda Faculdade de Letras pela alta honra que se dignou conceder-me. Envio-lhe em especial a si, meu velho e querido Amigo, um abraço profundamente grato. Até Coimbra!..."

Conteúdo de grande interesse. Em muito bom estado de conservação. Preserva o sobrescrito.    40€

Para encomendar: Use, por favor, o endereço de email: livrosenarrativas@gmail.com , ou, o contacto telefónico: 91 667 34 09. Obrigado!

(Manuscrito) Carta Manuscrita de Júlio Dantas

 

Carta manuscrita, em quatro páginas, datada (14, Dezembro, 1943) e assinada pelo escritor Júlio Dantas, e enviada por este ao Professor Doutor Ferrand Pimentel de Almeida. 

Júlio Dantas agradece ao destinatário o envio de "dois admiráveis opúsculos" da sua autoria - "As paisagens de Goethe" e "São Francisco de Assis, poeta da Natureza":

"...que recebi com tôdas as honras e que, durante cêrca de duas horas de conversa amável, interessou e ilustrou o meu espírito. Bem haja, meu querido amigo! A leitura dêsses dois estudos magistrais, feita em hora de graves preocupações, permitiu-me conviver com duas figuras universais: a do grande panteísta cristão, que reconciliou a Igreja com a Natureza; a do homem patriarcal da Renascença nova, personificação e símbolo, para os humanistas contemporâneos, do sentido ecuménico da cultura. Cada uma destas pequenas brochuras, cada um dêstes trabalhos brilhantíssimos, em boa hora pensados e escritos, contém uma boa lição. Dela penetrei o meu espírito,..." 

Muito bem escrita, interessante, e bem conservada. Preserva o sobrescrito.   50€

Para encomendar: Use, por favor, o endereço de email: livrosenarrativas@gmail.com , ou, o contacto telefónico: 91 667 34 09. Obrigado!

Menino - Sonetilhos

António Correia d´Oliveira

Menino - Sonetilhos

Livraria Aillaud e Bertrand. Paris - Lisboa, 1914. 1ª Edição. In.8º., de 176 (2) páginas. Enc. Preserva as capas de brochura.

"PRIMEIRA DEDICATÓRIA                                                                            

Mãe! a ti (pois de ti veio /  Todo o amor de que nasceram)  /  Estes versos, que vieram  /  De ti, - voltando ao teu seio  //  Em meu sonho, em meu anceio  /  De alegrias, se esconderam  /  Quantas lagrimas correram,  /  Gôta a gôta, veio a veio.  //  Velei as lágrimas; quiz  /  Fazer um livro feliz...  /  Crianças não pedem maguas.  //  Orvalham-me ainda o sorriso?  /  Deixá-lo! - Onde ha Paraiso  /  Sem o murmúrio das águas?"

Bom exemplar. Invulgar.    35€ 

Para encomendar: Use, por favor, o endereço de email: livrosenarrativas@gmail.com , ou, o contacto telefónico: 91 667 34 09. Obrigado!

Verbo Ser e Verbo Amar (Poema Religioso)

António Correia d´Oliveira

Verbo Ser e Verbo Amar - Poema Religioso

Livrarias Aillaud & Bertrand. Paris - Lisboa, 1926. 1ª Edição. In-8º., de 224 (4) páginas. Enc. Preserva as capas de brochura.

Bom exemplar.     25€

Para encomendar: Use, por favor, o endereço de email: livrosenarrativas@gmail.com , ou, o contacto telefónico: 91 667 34 09. Obrigado!

Política do Espírito - Prémios Literários (1934 - 1947)

 

António Ferro

Prémios Literários (1934 - 1947)

Política do Espírito. Edições SNI. Lisboa, 1950. In-8º., de 217 (7) páginas. Br. 

Ilustrado com uma fotogravura do "Presidente do Conselho" a entregar "O Prémio Camões 1937" ao escritor Suiço Conde Gonzague De Reynold, autor do livro «Portugal».

Encontram-se aqui reunidos quatorze discursos de António Ferro enquanto director do S.P.N (até 1945) e do S.N.I (a partir de 1945) relativos aos prémios literários atribuídos entre 1934 e 1947. A obra começa com um discurso de Salazar, proferido em 21 de Fevereiro de 1935 na sede de Secretariado da Propaganda Nacional na "primeira festa da distribuição dos Prémios Literários criados por este organismo." 

Inclui o regulamento dos prémios atribuídos e a listagem dos premiados nas diferentes categorias, de onde se destaca, no ano de 1934, o escritor Fernando Pessoa com a sua obra "Mensagem".

Exemplar estimado.     25€

Para encomendar: Use, por favor, o endereço de email: livrosenarrativas@gmail.com , ou, o contacto telefónico: 91 667 34 09. Obrigado!

A Amadora dos Fenómenos (Contos)

António Ferro 

A Amadora dos Fenómenos (Contos)

Livraria e Imprensa Civilização, Editora. Porto, 1925. 1ª Edição. In-8º., de 202 (6) páginas. Enc. Preserva as capas de brochura.

Capa de Bernardo Marques

Exemplar estimado.        25€


Para encomendar: Use, por favor, o endereço de email: livrosenarrativas@gmail.com , ou, o contacto telefónico: 91 667 34 09. Obrigado!

A Prol do Comum - Doutrina & História

 

António Sardinha

A Prol do Comum - Doutrina & História

Livraria Ferin, Editora. Lisboa, 1934. 1ª Edição. In-8º., de 286 (2) páginas. Enc. Preserva as capas de brochura.

Alguns capítulos da obra: A Rainha Santa; Os novos judeus; A monarquia de Julho; No dia de Camões; A Festa do Trabalho; Exército e Tradição; A lição do Brasil; Teófilo Braga; entre outros.

Bom exemplar.     35€

Para encomendar: Use, por favor, o endereço de email: livrosenarrativas@gmail.com , ou, o contacto telefónico: 91 667 34 09. Obrigado!


Durante a Fogueira - Páginas de Guerra

António Sardinha

Durante a Fogueira - Páginas de Guerra

Livraria Universal de Armando J. Tavares. Lisboa, s/d (1917). In-8º., de 280 (4) páginas. Enc. Preserva as capas de brochura. Dim: 19,5cm x 13,6cm.

Sólida e magnífica encadernação em inteira de pele mosqueada e com um bonito trabalho decorativo.

Capítulos: A Democracia e a Guerra; Capital e Trabalho; O caso da Suissa; A soberania de Roma; Porque resiste a Alemanha ?; O Príncipe da Paz; Revolução em Espanha ?; A resposta de Wilson: A ordem burguesa; As Monarquias de ámanhã; A batalha do Bussaco; O nosso futuro; As duas raças; El-Rei D. Carlos; A transformação do Estado; Anibal de Azevedo; Alexandre Cabeças; A Democracia na America; Quatro anos depois (de declarada a Guerra); Os sapos de Clovis; A questão de Marrocos; O caso de D. Jaime; Na sinagoga.

Bom exemplar.        45€

Para encomendar: Use, por favor, o endereço de email: livrosenarrativas@gmail.com , ou, o contacto telefónico: 91 667 34 09. Obrigado!

A Epopeia da Planície

 

António Sardinha

A Epopeia da Planície - Poemas da Terra e do Sangue

F. França Amado, Editor. Coimbra, 1915. 1ª Edição. In-8º., de 272 (8) páginas. Enc. (s/c. br.) Dim: 19,5 cm x 12,8cm

Sólida e magnífica encadernação em inteira de pele mosqueada.

Exemplar valorizado pela assinatura manuscrita de Carlos  d´Ornellas e pelo carimbo deste : "Os Açores" / Representação de Portugal - Carlos d´Ornellas / Rua da Horta Seca, 7, 1º - Telephone  C. 27 / Lisboa

Bom exemplar desta que é a obra de poesia mais apreciada do autor.            50€

Para encomendar: Use, por favor, o endereço de email: livrosenarrativas@gmail.com , ou, o contacto telefónico: 91 667 34 09. Obrigado!

As Maçãs de Orestes

 

Natália Correia

As Maçãs de Orestes

Colecção Cadernos de Poesia (Nº13). Publicações Dom Quixote. Lisboa, 1970. 1ª Edição. In-8º., de  121 (7) páginas. Br.

"ELEGIA DOS AMANTES LUCIDOS 

Na girândola das árvores (e não há quem as detenha)                                                deixa de fora a tarde o vermelho que a tinge.                                                               Se ao menos tu ticasses na pausa que desenha                                                                                              o contorno lunar da noite que te finge!                                                                                                           Se ao menos eu gelasse uma corda do vento                                                                                                 para encontrar a forma exacta dum violino                                                                                                  que fosse a sensibilidade deste pensamento                                                                                                  com que a minha sombra vai pensando o meu destino! ..." 

Exemplar estimado.      25€

Para encomendar: Use, por favor, o endereço de email: livrosenarrativas@gmail.com , ou, o contacto telefónico: 91 667 34 09. Obrigado!

Saúl Dias - Obra Poética (1932 - 1960)

 

Saúl Dias

Obra Poética (1932 - 1960)

Colecção Poetas de Hoje (Nº 4). Portugália Editora. Lisboa, 1962. 1ª Edição. In-8º., de 179 (5) páginas. Ilustrado. Br.

"POETA

- Vai! / Corre o mundo / encostado / a um bordão de esperanças!                        Hão-de ferir-te os pés / as pedras dos caminhos. / Mas entenderás as conversas dos ninhos / e o riso das crianças. "   - o autor -

Júlio Maria dos Reis Pereira, irmão do escritor José Régio, usou o pseudónimo de Saúl Dias, enquanto poeta, e o seu primeiro e verdadeiro nome, Júlio, enquanto artista plástico. 

Exemplar valorizado pela dedicatória manuscrita do autor, com a particularidade de o mesmo ter assinado a referida dedicatória com o seu pseudónimo literário, Saúl Dias, e o seu nome artístico, Júlio.

Bom exemplar. Invulgar.     45€

Para encomendar: Use, por favor, o endereço de email: livrosenarrativas@gmail.com , ou, o contacto telefónico: 91 667 34 09. Obrigado!

Recordações e Viagens

 

Antero de Figueiredo

Recordações e Viagens

Livraria Aillaud & Bertrand. Paris-Lisboa, 1921. 3ª edição, revista. In-8º., de 317 (3) páginas. Br.

"Ainda serão feitas de silêncio as ruas de Pisa? As águas de Sorrento e de Castelammare continuam ardendo em mil côres? Sobre os penhascos condenados da Serra do Canigou não terá descido dos céus a palavra do perdão? Aquele velho cesteiro de Casteil, que me contou como aos vinte anos se bateu em Sebastopol, gritando «Patrie!» e «Rosalie!» - os seus amores - será vivo? Andarão ainda de luto os olhos daquela rapariga napolitana, chale no fio, mãos sujitas, rir de Perugino, que me vinha vender flores à mesa do almôço, no Gambrinus? E essa criatura, de beleza estranha, que no Casino de Monte-Carlo mordia luíses de oiro, com a sensualidade de andaluza mordendo cravos? E as vinhas do Rossilhão - campos de môsto e de latão brunido? E as cascatas do Tessino - tão desgraçadas! E as hortas da chã Lombardia? Já se teria vendido aquela quinta minhota de Soitêlo, doce, entre pinheirais bravios? O jardim místico de Assis continuará a dar rosas sem espinhos? E os pombos de São Marcos, que veem comer à mão? E os frescos do Vaticano? E as lindas colinas de Lisboa? Haverá, ainda, ao poente, incêndios de sol nos fraguedos basos de Biarritz? E aquela dona, minha companheira de vagão ataravés da Campânia, que me levou os olhos quando, em pleno entressonho, a vi descer do trem, atravessar a «gare» e sumir-se para sempre entre laranjais?..." (págs. 7/8/9)

Exemplar valorizado pela dedicatória manuscrita e autografada pelo escritor "Ao eminente jornalista Avelino de Almeida..."    20€

Para encomendar: Use, por favor, o endereço de email: livrosenarrativas@gmail.com , ou, o contacto telefónico: 91 667 34 09. Obrigado!

Jornadas em Portugal

 

Antero de Figueiredo

Jornadas em Portugal

Livraria Aillaud & Bertrand. Paris-Lisboa, 1918. 2ª Edição, revista. In-8º., de 395 (5) páginas. Br.

"Eis as províncias dêste velho Portugal. Elas teem as côres do Arco-Íris: o Minho é verde tenro; o Douro fragoso, violáceo; as Beiras dos olivedos, polvilha-as o verde mesto das cinzas peneiradas; a Estremadura ribatejana é um poente alaranjado; o Alentejo é todo amarelo; e o Algarve, todo azul, com chapadas de cal, por entre o verde-negro das figueiras.                                                                                             No norte e no sul o pintor enche a paleta de branco, de verde cru, de azul; no centro de verde sombrio, e de violeta. A Luz do norte e do sul é um clarim; a do centro, um violoncelo. Nos extremos, metais; no meio, cordas. O Minho é uma horta; o Douro, uma serrania; Trás-os-Montes, montados; a Estremadura, uma lezíria; o Alentejo, uma charneca; e o Algarve, um pomar." (págs. 27/28)

Exemplar valorizado pela dedicatória manuscrita e autografada pelo autor "Ao muito ilustre jornalista Avelino de Almeida..."        25€

Para encomendar: Use, por favor, o endereço de email: livrosenarrativas@gmail.com , ou, o contacto telefónico: 91 667 34 09. Obrigado!

Miradouro - Tipos e Casos

 

Antero de Figueiredo

Miradouro - Tipos e Casos

Livraria Bertrand. Lisboa, 1934. 1ª Edição. In-8º., de 317 (3) páginas. Br.

"O Outono, de árvores despidas, de terra e céu a esfriarem-se, diluía-se em luz diáfana no ar doirado. Nessa tarde de Novembro à beira-mar, no firmamento azul era ainda dia, mas sôbre a mancha ametista-cobre do Oceano quêdo estiravam-se barras de brasas incandescentes dos últimos raios do Sol quási a desaparecer; e no horizonte, para as bandas de Leixões, ao-rés-das águas, cordilheiras de nuvens pardas, recortadas nos vermelhos esmorecidos da luz e da côr feridas pelo ocaso, fechavam o mar como o lado de lá de um lago de longes escoados em bruma. A serenidade do crepúsculo instilava nos espíritos a poesia dos momentos emotivos e perspicazes; e a natureza, embebida em paz dos sentimentos e pensamentos bons, falava às almas e librava-as da Terra ao Espaço e ao Tempo, nas espirais religiosas que as elevam ao Infinito onde se iniciaram." (págs. 88/89)

Obra premiada, no ano de 1935, com o prémio literário Carlos Malheiro Dias.

Exemplar valorizado pela expressiva dedicatória manuscrita e autografada pelo autor ao seu amigo António Albino de Carvalho Mourão.      25€ 

Para encomendar: Use, por favor, o endereço de email: livrosenarrativas@gmail.com , ou, o contacto telefónico: 91 667 34 09. Obrigado!

(Manuscrito) Carta Manuscrita do Escritor Antero de Figueiredo

 

Carta manuscrita, em duas páginas, assinada e datada ("Foz do Douro, 21 de maio, de 1945"), do escritor Antero de Figueiredo a Gustavo Cordeiro Ramos (à data, Presidente do Instituto para a Alta Cultura). O escritor  faz referência à sua obra, editada naquele ano, "O Escândalo do Espírito",  e à "oferta pública" da 11ª edição da sua obra "D. Pedro e D. Inês", agradecendo, e retribuindo, as palavras de elogio que o destinatário lhe terá endereçado.

"Deverá V. Excª. ter recebido hoje o meu livrinho "O Escândalo do Espírito" - oferta que, como as demais, foi ditada pela homenagem e pela grata amizade, que sinto dever patentear-lhe. Que êle, na alma e na forma, agrade ao seu nobre pensamento, eis o meu empenho.

Quero agradecer hoje a última carta de V. Excª., de 19 de Abril, a respeito da oferta pública - justamente devida - da 11ª edição do meu "D. Pedro e D. Inês". O que de-vèras me agradou nessa primorosa carta foi ver quanto V. Excª., em sua delicadeza, foi sensível à minha gratidão..."

Escrita com muito boa caligrafia e muito limpa. Conserva o sobrescrito.   60€

Para encomendar: Use, por favor, o endereço de email: livrosenarrativas@gmail.com , ou, o contacto telefónico: 91 667 34 09. Obrigado!

(Manuscrito) Carta Manuscrita do Escritor Antero de Figueiredo

Carta manuscrita, em duas páginas, assinada e datada ("Foz do Douro, 17 de Jan. de 1944"), do escritor Antero de Figueiredo para Gustavo Cordeiro Ramos (à data, Presidente do Instituto para a Alta Cultura). Antero de Figueiredo agradece as palavras que Gustavo Cordeiro Ramos proferiu a seu respeito num discurso, fazendo ainda referência à sua obra «Jornadas em Portugal» e apresenta as suas condolências ao destinatário pela morte de um seu irmão. 

"Acabo de ler, no seu último discurso pronunciado na nossa Academia - erudito e elegante, culto e belo - uma referência, hiperbólica no louvor, ao meu sobrenome, a qual antecede a transcrição de um trecho do «Jornadas em Portugal». V. Excª., em sua fidalga generosidade, é sempre primoroso para comigo, obrigando-me à situação de devedor insolúvel por não lhe poder pagar senão com esta moeda, aliás de alma cativa: gratidão!..." 

Boa caligrafia e muito bem conservada.        50€ 

Para encomendar: Use, por favor, o endereço de email: livrosenarrativas@gmail.com , ou, o contacto telefónico: 91 667 34 09. Obrigado!

Amarante

 

François Guichard

Amarante - Structures Socio-Economiques et Liens de Dependance Dans Un «Concelho» Du Nord-Ouest Portugais

Obra incluída na coleccção Chorographia. Colecção de Estudos de Geografia Humana e Regional. Instituto Nacional de Investigação Científica. Centro de Estudos Geográficos da Universidade de Lisboa. Lisboa, 1980. In-8º., de 206 (62) páginas. Ilustrado ao longo do texto e com 41 fotogravuras a preto e branco em páginas extratexto de papel couché. Edição Bilingue, com textos em francês e português. Br.

"...este estudo...tem como objectivo a descrição de uma parte do Norte do país, que por um lado não tenha sido completamente desertada pela vaga de emigração dos anos sessenta - conservando assim uma vida local própria (agrícola, industrial, comercial...) - e, por outro, esteja dependente da rede urbana que lhe é exterior, e particularmente do Porto; isto para poder avaliar, do próprio interior da região, o poder e a intensidade, as formas e os limites que aí reveste a infuência urbana." - o autor -

Trabalho de grande interesse para o estudo da história de Amarante.

Bom exemplar.    30€

Para encomendar: Use, por favor, o endereço de email: livrosenarrativas@gmail.com , ou, o contacto telefónico: 91 667 34 09. Obrigado!

Lamego - Um Passado Presente

 

Maria João Queiroz Roseira

Lamego - Um Passado Presente

Obra incluída na colecção Chorographia. Colecção de Estudos de Geografia Humana e Regional. Instituto Nacional de Investigação Científica. Centro de Estudos Geográficos da Universidade de Lisboa. Lisboa, 1981. In-8º., de 159 (49) páginas. Ilustrado com dezenas de fotografias a preto e branco em 49 páginas  extratexto de papel couché. Com um mapa da planta de lamego (dim: 50cm x 44cm) em folha solta e desdobrável. Br. 

Esta obra é a tese de licenciatura da autora apresentada à Faculdade de Letras da Universidade de Lisboa, no ano de 1970 onde, através deste estudo, pretende a mesma "dar uma panorâmica geral da cidade de Lamego: da sua vida, do seu trabalho, da sua gente."

Bom exemplar.     25€

Para encomendar: Use, por favor, o endereço de email: livrosenarrativas@gmail.com , ou, o contacto telefónico: 91 667 34 09. Obrigado!

Tempo Revolvido (1ª Edição)

 

João de Araújo Correia

Tempo Revolvido - Doze Contos e Uma Novela

Imprensa do Douro. Régua, 1974. 1ª Edição. In-8º., de 178 (6) páginas. Br.

"Se compararmos o tempo, em cada hora, com um pedaço de terra que o arado revolve para novos frutos, compreendemos o título deste livro." -o autor-

Exemplar valorizado pela dedicatória manuscrita e autografada pelo autor.

Exemplar estimado.    (Indisponível)

Para encomendar: Use, por favor, o endereço de email: livrosenarrativas@gmail.com , ou, o contacto telefónico: 91 667 34 09. Obrigado!

Manta de Farrapos (1ª Edição)

 

João de Araújo Correia

Manta de Farrapos

Imprensa do Douro. Régua, 1962. 1ª Edição. In-8º, de 235 (20) páginas. Br.

"...tentei na manta de farrapos o símile deste livro. Feito de escritos de vária índole, publicados em jornais e revistas pela ordem que adiante se republicam, é uma obra de aproveitamento. Que o prelo lhe dê harmonia, como o tear harmoniza a manta de farrapos, é o meu voto." 

Nas vinte páginas finais do livro podemos ler as opiniões, publicadas na imprensa da época, de José Régio, Manuel Mendes, Luís Forjaz Trigueiros, António Quadros, Ferreira de Castro, Guedes de Amorim, João de Barros e Aquilino Ribeiro, entre outros, sobre o trabalho e a qualidade literária de João de Araújo Correia

Bom exemplar, com os cadernos ainda por abrir.     30€ 

Para encomendar: Use, por favor, o endereço de email: livrosenarrativas@gmail.com , ou, o contacto telefónico: 91 667 34 09. Obrigado!

Rio Morto - Dez Contos e Uma Novela (1ª Edição)

 

João de Araújo Correia

Rio Morto - Dez Contos e Uma Novela

Imprensa do Douro Editora. Régua, 1973. 1ª Edição. In-8º., de 181 (20) páginas. Br.

"O meu rio, que era poeta heróico e poeta idílico, ao sabor das horas, que as contava de todos os feitos, era também artista. Com que paciência, durante séculos de séculos, não foi esculpindo, na rocha dura, maravilhas de arte..."

Exemplar estimado.        30€

Para encomendar: Use, por favor, o endereço de email: livrosenarrativas@gmail.com , ou, o contacto telefónico: 91 667 34 09. Obrigado!