Mostrar mensagens com a etiqueta Teatro. Mostrar todas as mensagens
Mostrar mensagens com a etiqueta Teatro. Mostrar todas as mensagens

Manuscrito: Alfredo Guerra de Abreu + Fotografia (Liceu de Aveiro 1965)

 


Carta Manuscrita de Alfredo Guerra de Abreu + Fotografia de Representação Teatral pelos alunos finalistas do Liceu Nacional de Aveiro no ano de 1965
Carta manuscrita em duas páginas, datada de 25 de Setembro de 1967, assinada pelo artista aveirense A. (Alfredo) Guerra de Abreu e endereçada a Norberto D´Ávila. A acompanhar a missiva vai uma fotografia da representação em palco da peça "O Servidor da Humanidade" pelos finalistas do Liceu Nacional de Aveiro no ano de 1965.

"Exm.º Sr. Norberto de Ávila

Só hoje gostosamente envio uma fotografia de uma cena da peça "O Servidor da Humanidade" representada pelos alunos finalistas do Liceu desta cidade, em Fevereiro 1965.

O flash do fotógrafo inutilizou os efeitos de luz, pois cada personagem, quando falava, era iluminada isoladamente, por um projector. Ainda tentei obter outras fotos mais expressivas na Casa que as havia tirado na noite da Récita, mas não me foi possível por o espectáculo não ter sido realizado recentemente(...)"

Missiva e fotografia muito bem conservados. Preserva o sobrescrito com o selo postal.   30€

Para encomendar, use, por favor, o endereço de email: livrosenarrativas@gmail.com , ou, o contacto telefónico: 91 667 34 09. Obrigado!

Cartão Manuscrito de Amélia Rey Colaço

 

Cartão Manuscrita por Amélia Rey Colaço 

Manuscrito datado de 3 de Setembro de 1967, enviado a Norberto d´Ávila e assinado por Amelia Rey Colaço, justamente considerada como um dos maiores vultos do teatro e do panorama cultural português do século XX. Dim: 13,2cm x 8,9cm.  

"Exm.º Sr. Norberto Ávila

Com os meus cumprimentos, acuso a receção da peça de Tennessee Williams, " The Milk Train Doesn´t Stop Here Anymore" que teve a atenção de enviar-me. Vou lê-la com o interesse que o caso me merece e em breve darei notícias a V. Exci.ª.

Queira receber os protestos da minha consideração      Amelia Rey Colaço"

Documento em muito bom estado de conservação. Preserva o sobrescrito, também manuscrito pelo punho da grande actriz, e os selos postais.     35€

Para encomendar, use, por favor, o endereço de email: livrosenarrativas@gmail.com , ou, o contacto telefónico: 91 667 34 09. Obrigado!

Manuscrito de António Lopes Ribeiro

 

Manuscrito de António Lopes Ribeiro

Manuscrito em uma página de uma folha de papel "Almaço" de boa gramagem (Dim:31cm x 23cm), datado de Fevereiro de 1950 e assinado por António Lopes Ribeiro, onde o signatário expressa uma reflexão sobre o teatro, o cinema e a vida:

"Costuma dizer-se que o Teatro imita a vida... Tenho para mim que a vida imita muito mais o Teatro. Se considerarmos a sua derradeira metamorfose - o Cinema, que no Teatro se inspira, diga-se o que se disser - creio que não podem restar dúvidas: a Humanidade não faz outra coisa, há pelo menos vinte anos, senão imitar as fitas!         António Lopes Ribeiro       Fev.º 1950"

António Lopes Ribeiro foi cineasta, crítico de cinema e de teatro, empresário teatral, actor e jornalista. No ano de 1941 fundou com o seu irmão, o conhecido actor "Ribeirinho", as "Produções António Lopes Ribeiro" que marcaram de uma forma indelével uma nova época do cinema português, rodando filmes como "O Pai Tirano" (1941), "O Pátio das Cantigas" (1942),  "Aniki-Bobó" (1942), "Amor de Perdição" (1943), "Frei Luís de Sousa" (1950), entre outros.

Bem conservado. Conteúdo muito interessante tendo em consideração o percurso de vida do seu signatário.          110€ 

Para encomendar, use, por favor, o endereço de email: livrosenarrativas@gmail.com , ou, o contacto telefónico: 91 667 34 09. Obrigado!

Colóquio - Revista de Artes e Letras (Nº 3 - 1959)

 

Colóquio

Revista de Artes e Letras (Nº 3 - Maio de 1959)

Fundação Calouste Gulbenkian. Lisboa, 1959. In-fólio, de 67 (1) páginas. Ilustrado. Dim: 30,5cm x 23cm. Brochado.

Direcção: 

Artística: Reynaldo dos Santos; Literária: Hernâni Cidade; Gráfica: Bernardo Marques

Editor: Leonardo Mathias

Fotografias de Mário Novais, Foto-Mas e Gomez Garcia.

Desenhos de Mário Eloy, Valadas Coriel e L. Filipe de Abreu

Trata-se do terceiro número da primeira série (1959 - 1970) da Colóquio - Revista de Artes e Letras, publicação de inestimável valor cultural no panorama editorial nacional do século XX, onde colaboraram grandes vultos nacionais e estrangeiros.   

"Pode dizer-se que a Colóquio se dedicou, tanto no âmbito nacional como no internacional, do ponto de vista histórico e numa perspectiva actual, à inventariação, descrição, análise, investigação e divulgação de matérias respeitantes, no campo das artes, à arquitectura, à pintura, à escultura, às artes decorativas, à música, ao teatro, ao bailado, ao cinema, e, no das letras, à literatura, à história, à filosofia e às respectivas teorizações." - Fundação Calouste Gulbenkian

Do índice:

OS MOSAICOS DE RAVENA por REYNALDO DOS SANTOS

O TEATR0 EXPERIMENTAL DO PORTO por JORGE DE SENA

LA OBRA DEL PINTOR PEDRO NUNYES por JOSÉ GUDIOL

A GRAVURA CONTEMPORÂNEA EM PORTUGAL por SELLÉS PAES

MODIGLIANI/1959 por JOSÉ-AUGUSTO FRANÇA

EXPOSIÇÕES CARLOS V por JOSÉ CAMÓN AZNAR

GRAVURACONTEMPORÂNEA NA ITÁLIA por ARMANDO VIEIRA SANTOS

VINTE ANOS DE PINTURA ESPANHOLA por JOSÉ-AUGUSTO FRANÇA

A CAÇADA por MIGUEL TORGA

CARTA DO BRASIL por ANTÓNIO SOARES AMORA

CARTA DE PARIS por ARMAND GUIBERT

3.° FESTIVAL GULBENKIAN DE MÚSICA

CRÓNICA MUSICAL por JOÃO DE FREITAS BRANCO

O TEMPO NÃO EXISTE por NATÉRCIA FREIRE

A TRAGÉDIA DOS DIÓNISOS por AMÉRICO CORTÊS PINTO

BIBLIOGRAFIA por R. S. / MARIA DE LOURDES BELCHIOR / JOSÉ MARINHO / ANTÓNIO SALGADO JÚNIOR / NAIEF SAFADY / H. G.

INFORMAÇÕES E COMENTÁRIOS por HERNÂNI CIDADE 

NOTICIÁRIO

Bom exemplar.   10€

Nota: a Livros e Narrativas dispõe de algumas dezenas de números desta revista. Caso procure algum número em específico, não deixe de nos consultar. Obrigado.

Para encomendar: Use, por favor, o endereço de email: livrosenarrativas@gmail.com , ou, o contacto telefónico: 91 667 34 09. Obrigado!

Correia, Natália - Comunicação

Comunicação

- Em qve se da noticia dvma cidade chamada vvlgarmente Lvsitania atraves algvns fragmentos dos Oxyrhynchus Papyri

Interpretados pela avtora qve desejando julgar o sev tempo ovsov ler no passado a signa do presente -

Natália Correia

Composto e Impresso na Gráfica Sintrense, Lda. Contraponto (Luiz Pacheco). Lisboa, s\d (1959). 1ª Edição. In-8.º gr., de 17 (1) páginas. Dim: 21,5cm x 16cm. Brochado.

"O texto é uma peça teatral e um poema ao mesmo tempo. Talvez possamos chamar-lhe peça teatral em verso (...) A autora chama-lhe, numa carta endereçada ao director da PIDE (...) poema dramático (...) De qualquer forma este é um texto em que a autora apresenta uma ambiguidade entre poesia e teatro (...)

(...) Em Comunicação, a Feiticeira Cotovia (...) é uma feiticeira que é poeta, ficando por entender se a sua poesia é mágica ou se a sua magia é poética (...) Sendo assim usada, a poesia era concebida enquanto forma de reivindicação, de alteração, de formação de alguma coisa (...) - Ana Bárbara Pedrosa


Esta foi a primeira (de muitas) obra(s) da autora a ser apreendida pela PIDE.

Exemplar em bom estado de conservação. Raro.   (Reservado)

Para encomendar: Use, por favor, o endereço de email: livrosenarrativas@gmail.com , ou, o contacto telefónico: 91 667 34 09. Obrigado!

Torga, Miguel - Sinfonia (1947 - 1ª Edição)

 

Sinfonia (Teatro)

- Poema Dramático em Quatro Actos -

Miguel Torga

Impresso nas Oficinas da Coimbra Editora, Lda. Coimbra, 1947. Edição do Autor. 1ª Edição. In-8.º, de 124 (4) páginas.

Exemplar nº 323, rubricado (chancela) por Miguel Torga.

Esta obra foi apreendida pela Censura no ano de 1956.

Bom exemplar, com os cadernos ainda por abrir.  45€

Para encomendar: Use, por favor, o endereço de email: livrosenarrativas@gmail.com , ou, o contacto telefónico: 91 667 34 09. Obrigado!

Tempos Que Passaram

 

Tempos Que Passaram

- Um Artista - Uma Rua e Uma Freguesia de Lisboa -

Luiz Pastor de Macedo

Imprensa Beleza. Lisboa, 1940. 1ª Edição. In-4.º, de 283 (5) páginas. Dim: 21,6cm x 14,8cm. Com um mapa desdobrável da Freguesia da Sé.  Brochado.

Apreciada obra de Luiz Pastor de Macedo, com interesse para o estudo olisiponense e da ascensão do grande actor Chaby Pinheiro.

Bom exemplar. Invulgar. 25€

Para encomendar, use, por favor, o endereço de email: livrosenarrativas@gmail.com , ou, o contacto telefónico: 91 667 34 09. Obrigado!

Castelo Branco, Camilo - O Assassino de Macario

 


O Assassino de Macario
- Comedia em Tres Actos - Versão Livre - Expressamente coordenada para a festa artistica do Actor Dias -

Livraria Chardron. Porto, 1903. 2ª Edição. In-8.º, de 173 (3) páginas. Dim: 18,2cm x 12,1cm. Encadernação editorial, S\C br..

Trata-se da segunda edição da tradução, feita por Camilo Castelo Branco, desta comédia de autoria dos escritores franceses Alphonse Brot, Clairville e Victor Bernard e que tem por cenário a cidade Invicta.

Exemplar estimado. Invulgar.  30€

Para encomendar, use, por favor, o endereço de email: livrosenarrativas@gmail.com , ou, o contacto telefónico: 91 667 34 09. Obrigado!

Os «Reis Falados» de Carviçais

 

Os «Reis Falados» de Carviçais

António Manuel Pires Cabral

Núcleo Cultural Municipal de Vila Real - Cadernos Culturais (IV). Minerva Transmontana. Vila Real, 1979. In-8.º, de 45 (3) páginas. Brochado.

Tiragem limitada a 500 exemplares.

Bom exemplar.   15€


Para encomendar, use, por favor, o endereço de email: livrosenarrativas@gmail.com , ou, o contacto telefónico: 91 667 34 09. Obrigado!

Carta Manuscrita de Chaby Pinheiro

 

Carta Manuscrita por Chaby Pinheiro

Manuscrito de duas páginas, datado de 14 de Julho de 1925, assinado pelo famoso actor de teatro Chaby Pinheiro:

"Meu caro Alvaro d´Almeida

Venho importunal´o pois que não sei a que dias ahi estará o Nobre Martins. A notícia d´hontem a respeito da suspensão da minha Tournée veio lançar a confusão nas minhas hostes. O pessoal artístico está alarmado. 

Peço-lhe encarecidamente a publicação das linhas inclusas para esclarecer o caso, e desde já me confesso muito grato.                      Amigo certo,    Chaby Pinheiro"

António Augusto Chaby Pinheiro (1873 - 1933) foi um notável actor de teatro que se destacou na arte da declamação, alcançando um reconhecido sucesso em Portugal e no Brasil. Foi também encenador e professor do Conservatório Nacional. 

Manuscrito bem conservado.    70€

Para encomendar, use, por favor, o endereço de email: livrosenarrativas@gmail.com , ou, o contacto telefónico: 91 667 34 09. Obrigado!

L´Expression Corporellle du Comédien

 

L´Expression Corporelle du Comédien

Jan Doat

Les Editions Françaises Nouvelles / Bordas Frères, 1944. In-8.º, de 72 páginas. Deuxiéme édition, corrigée et augmentée. Ilustrado (Desins originaux et reproductions de René Forest). Brochado.

Curiosa publicação sobre a expressão corporal na representação teatral, ilustrado com vários exemplos e exercícios práticos do culto do gesto.

Exemplar estimado. Invulgar.     20€

Para encomendar, use, por favor, o endereço de email: livrosenarrativas@gmail.com , ou, o contacto telefónico: 91 667 34 09. Obrigado!

Maquillage de Théatre

 

Maquillage de Théatre

Georges Vitaly

Librairie Théatrale. Éditions Billaudt. Paris, 1955. In-8.º, de 55 (7) páginas. Ilustrado (Dessins de Davis).  Br.

Curiosa publicação sobre o uso da maquilhagem nos actores de teatro, ilustrada com exemplos de diversas técnicas de maquilhar diferentes partes dos corpos e tendo em consideração a luz de palco que sobre eles possa incidir. 

Bom exemplar. Invulgar.     20€

Para encomendar, use, por favor, o endereço de email: livrosenarrativas@gmail.com , ou, o contacto telefónico: 91 667 34 09. Obrigado!

Santos, Carlos - A Arte de Dizer

 

A Arte de Dizer

Carlos Santos

Livraria Popular de Francisco Franco. Lisboa, 1929. 1ª Edição. In-8.º, de 144 páginas. 

Do Índice:   Considerações prévias;     A Arte de dizer e a Arte de representar;    Pronunciação;     Articulação;     Pontuação;    Respiração;     Voz;     Construção correcta;     Leitura e dição expressivas;     Inflexões;     Palavra de Valor;    Ritmo e movimento;     Gesticulação;     Fisionomia;     Atitude e compostura;    Considerações geraes;     Conclusão.

"A materia deste livro - ou, para melhor dizer, destes apontamentos - foi recrutada das lições dalguns tratadistas, especializados no assunto, dos conhecimentos que a nossa vida de teatro nos tem facultado, grande parte tambem inspirada na observação directa dos grandes mestres da sena e colhida, por vezes. na experiencia que nos tem vindo das nossas lições durante a regencia da cadeira que, ha tempo, lecionamos no Conservatorio Nacional de Teatro." - O autor

Exemplar estimado.   15€

Para encomendar, use, por favor, o endereço de email: livrosenarrativas@gmail.com , ou, o contacto telefónico: 91 667 34 09. Obrigado!

Santos, Carlos - Arte de Representar

 

Arte de Representar

- Sumário de Lições -

Carlos Santos 

Empresa Nacional de Publicidade. Lisboa, 1951. 1ª Edição. In-8.º, de 139 (7) páginas. Ilustrado. Brochado.

Introdução de Assis Pacheco

Publicação póstuma de um conjunto de apontamentos coligidos pelo actor Carlos Santos (1871 - 1849) sobre  teatro e a arte de representar.

Bom exemplar.    25€

Para encomendar, use, por favor, o endereço de email: livrosenarrativas@gmail.com , ou, o contacto telefónico: 91 667 34 09. Obrigado!

Recordações da Scena e de Fóra da Scena

 

Recordações da Scena e de Fóra da Scena

Augusto Rosa

Livraria Ferreira. Lisboa, 1915. 1ª Edição. In-8.º, de 363 (5) páginas.Dim: 20,8cm x 17cm. Ilustrado. Encadernado com a lombada e cantos em pele.

Livro de memórias do grande actor Augusto Rosa, com um prefácio de António Lopes Vieira e ilustrações em extratexto de Teixeira Lopes, Rafael Bordalo Pinheiro, Columbano, entre outros.

Exemplar muito valorizado pela dedicatória manuscrita e autografada por Augusto Rosa para "A Helena Bordallo Pinheiro", filha do grande artista plástico Rafael Bordalo Pinheiro.

Exemplar estimado. Obra procurada.    60€

Para encomendar, use, por favor, o endereço de email: livrosenarrativas@gmail.com , ou, o contacto telefónico: 91 667 34 09. Obrigado!

As Obras de Gil Vicente

 

As Obras de Gil Vicente

Direcção científica de José Camões

Obra completa em cinco volumes. Centro de Estudos de Teatro da Faculdade de Letras da Universidade de Lisboa e Imprensa Nacional-Casa da Moeda. Lisboa, 2002. In-4.º, de (XIII) 684 (4) + 688 (4) + (XXIX) 580 (8) + 690 (4) + (VIII) 687 (4) páginas. 1ª Edição. Dim: 26cm x 18,2cm. Ilustrado. Br.

Obra de grande fôlego onde se encontra reunida nos Vols. I e II a transcrição dos textos do grande dramaturgo acompanhada de notas que dão conta do trabalho do editor na sua fixação. Os Vols. III e IV contêm os fac-símiles dos livros quinhentistas e o V, e último, volume, apresenta um glossário e uma bibliografia organizada em duas secções, catálogo e crítica. 

Exemplares em bom estado. Edição de grande qualidade.    140€

Para encomendar, use, por favor, o endereço de email: livrosenarrativas@gmail.com , ou, o contacto telefónico: 91 667 34 09. Obrigado!

Carta Manuscrita de Eduardo Fernandes (Esculápio)

 

Carta Manuscrita por Eduardo Fernandes (Esculápio)

Carta manuscrita (22cm x 13,6cm) pelo famoso "repórter de crime", e escritor de numerosas peças de teatro, em uma página de papel timbrado do jornal "O Seculo", datada de 26 de Março de 1918 e assinada por Eduardo Fernandes com o seu pseudónimo "Esculápio".

"Meu caro amiº.:      O nosso ministro esqueceu-se da nossa pretensão? Porque não veio ainda no Diário o que nós queremos? Todos m´o perguntam e é necessario tomar deliberações. Desculpe-me a impertinência, mas faça o possível para o caso, antes de mais que ha a fazer, se resolver com brevidade. Apparece na Brasileira?

Creia-me        Sincª am.   Esculápio"

O destinatário da missiva poderá ser (António) Guedes Vaz (?), oficial do exército, combatente na Primeira Grande Guerra Mundial, governador da província de Cabo Verde entre 1927 e 1931 e escritor de diversas peças teatrais. 

Carta bem conservada.     50€

Para encomendar, use, por favor, o endereço de email: livrosenarrativas@gmail.com , ou, o contacto telefónico: 91 667 34 09. Obrigado!

Carta Manuscrita de Eduardo Scarlatti

 

Carta Manuscrita por Eduardo Scarlatti para o poeta João de Lemos

Missiva escrita em uma página (25,5cm x 18,2cm), datada de 28 de Dezembro de 1937, e assinada por Eduardo Scarlatti, dando notícia do envio de dois exemplares do seu Ex-Líbris ao poeta João de Lemos:

"Exmº. Snr. João de Lemos:      Mentiria a V. Exª. se me declarasse coleccionador de alguma coisa na vida. Apesar disso, compreendo não só a ideia que preside à acumulação ordenada de tantos espécimes interessantes, mas ainda a utilidade desse esforço persistente.

Creia, pois, no prazer que tenho em enviar, a V. Exª., dois exemplares do meu ex-libris - simples reprodução de uma obra grega de museu, à qual atribuí, para uso próprio, determinado simbolismo..."

Eduardo Scarlatti foi um conceituado crítico e teórico do teatro português, tendo contribuído de forma marcante para a actualização da prática dramática no nosso país. 

Bem conservado.  Invulgar.      60€

Para encomendar, use, por favor, o endereço de email: livrosenarrativas@gmail.com , ou, o contacto telefónico: 91 667 34 09. Obrigado!

França, José Augusto - Azazel

 

Azazel 

Peça em três actos

José-Augusto França

Editorial Sul Limitada. Lisboa, 1956. 1ª Edição. In-8º., de 108 (4) páginas. Brochado.

Trata-se da única obra de teatro publicada por José-Augusto França e um dos mais raros títulos da sua bibliografia.

Exemplar valorizado pela dedicatória manuscrita, datada de 1956, e autografada pelo autor.

Bom exemplar.          60€

Para encomendar, use, por favor, o endereço de email: livrosenarrativas@gmail.com , ou, o contacto telefónico: 91 667 34 09. Obrigado!

Literatura, Musica e Belas-Artes

 



José Maria de Andrade Ferreira 

Litteratura Musica e Bellas-Artes 

Editores - Rolland & Semiond. Lisboa, 1871 - 1872. Dois tomos, encadernados no mesmo volume (obra completa). In-8º., de 240 + 311 (1) páginas. Encadernação meia inglesa com a lombada em pele. 

ÍNDICE: A critica    //     O curso superior de lettras    //    Poesia popular    //    O Algarve e a sua poesia tradicional    //    Os philosophos da época e a poesia do christianísmo    //    Batalha de Aljubarrota: - O mosteiro de Santa Maria da Victoria;    -Aljubarrota, e S. Jorge;    - O Mestre de Aviz, o Condestavel e João das Regras;    - A poesia dos feitos maravilhosos da cavallaria respirando em todos os commettimentos do reinado de D. João I;    - Batalha de Aljubarrota;    - A padeira, a caldeira tomada aos castelhanos, e a calçada dos ossos;    - Tradições e lendas patrioticas.     //     Casos da vida do condestavel D. Nuno Alvares Pereira, (extraidos da Chronica do condestavel»)    //     Duas épocas notaveisda historia portugueza: - Batalha de Alcacer-Kibir e a revolução de 1640.    // Achaques da nossa litteratura dramatica.    //     Bosquejo da litteratura em Portugal, desde o seculo XVII, - Influencia da litteratura hespanhola no nosso theatro, principalmente ainda depois da restauraço de 1640.    //    Poesias e prosas ineditas de Fernão Rodrigues Lobo Soropíta, com uma prefação e notas por Camillo Castello Branco.    //    Critica dramatica    //    Os homens de marmore, drama em cinco actos pelo sr. José da silva Mendes Leal    //    Casamento e despacho, comedia pelo sr. Antonio de Serpa - Como se sobe ao poder, comedia de Luiz Auguslo Palmeirim    //    Fazer fortuna, drama do sr. Antonio de Lacerda    //     O actor João Caetano.- Os chronistas da capital e o actor brazileiro João Caetano.- Conspira-se contra as attribuições da critica . - Pretende-se que o critico faça de mestre-sala. - Os amigos perigosos. - Um actor francez e os exemplos da amisade exagerada. -0 rei Canuto e os falsos lisongeiros. - A critica de thuribulo na mão e a justiça vendo só de um olho. - Prodomina a parodia. - As platéas e o seu direito de applaudir e reprovar. - Legitimos triumphos do artista dramatico. - O publico vencido pelo seu talento.    //    Um namoro da janella, imitação do sr. Mendes Leal.    //    A filha do actor Simões. - Bemvinda ou a noite do Nalal, drama original do sr. Manuel Domingues dos Santos - Do merecimento do actor dramatico e a sociedade presente.    //    Salvini - O tragico Salvini. - Escholas dramaticas. - Do classico . e do romantico.    - Da exageração ou do genero melodramatico . - O final do Orestes, por Salvini.        - Othello interpretado por Ernesto Rossi e por Salvini.

REVISTA MUSICAL: Segismundo Thalberg    //   Adriana Lecouvreur, opera em quatro actos,  musica do sr. Eduardo Vera, poesia de mr. Achilles Lauzières, vertida em portuguez pelo Sr. Antonio Feliciano de Castilho.    //    Sapho, tragedia lyrica de Pacini.    // O Arco de Sant´Anna, opera em quatro actos do maestro portuguez, Francisco de Sá Noronha    //    D. João de Mozart.

BELLAS-ARTES: Francisco Augusto Metrass

"Debaixo do título Litteratura, musica e bellas-artes collegi o que reputo de melhor nos meus estudos criticos, ácêrca d´estes differentes ramos... Não é só uma galeria critica este meu trabalho, é tambem um trecho da historia do movimento dos nossos talentos, nos ultimos quinze annos, manifestada no que ella possue de mais brilhante e attractivo para as intelligencias esclarecidas, no poema, no romance, no drama, na eloquencia politica e sagrada, na musica, nas artes do desenho e nas artes scenicas, n´uma palavra, em tudo que podem produzir de instructivo, e tambem de deleitavel, as cogitações do espirito e os raptos da imaginação."  - O autor, na introdução da obra -

Bom exemplar. Raro.      70€

Para encomendar, use, por favor, o endereço de email: livrosenarrativas@gmail.com , ou, o contacto telefónico: 91 667 34 09. Obrigado!